segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Sonho bom



Quando sonhei que eras minha,
Nasceu um lírio encantado,
Pois o que vi a meu lado
Era o meu mundo, que tinha.

Teus beijos, na madrugada,
Deixavam-me enamorado,
Com a vida abençoada
De muito ser bem-amado!

Ao acordar, os teus braços,
À noite, haviam-se ido
No que eu senti o triste fardo

De não te ver mais, desperta.
Puxo de novo a coberta,
Sonho, e de novo os abraços.

Francisco Settineri.

Nenhum comentário: