segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Flor Morena



Foi no verso, foi na pena,
Foi no meio do caminho,
Encantei essa pequena
Que só quer me dar carinho.

Eu colhi linda verbena,
Que chegou já de mansinho,
Com altivez de açucena,
Mudou da água pro vinho.

O tédio fora vizinho
Mas eu não saí de cena,
No girar desse moinho

Fui parar na paz serena,
A beber doce carinho
Nos lábios dessa morena.
 
Francisco Settineri.

Nenhum comentário: