sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Soneto Legislativo



Hoje a dor acordou muito risonha,
O inferno inteiro amanheceu cantando,
A paz sombria é por demais medonha,
Diabos vários a pular, dançando.

De longe dá pra ouvir a zombaria
Dos demos reunidos em congresso,
A maldade reúne-se em harmonia,
Gritando pela ordem, e o progresso!

Escondem-se os humanos, receosos
De tanta, e tamanha anarquia,
Movida por bufões indecorosos.

Gananciosa e ávida tropelia,
Apoiada por elogios ruidosos,
E o povo, em tudo isso, à revelia!


Francisco Settineri.

Nenhum comentário: