terça-feira, 10 de julho de 2012

Fascinado



Deixada a dor pra trás, só na lembrança
De esquecimento toda te vestiste
Mas não sei mais então se a paz resiste
Enquanto o sol se põe e a noite avança...

Pois cedo no compasso desta dança
Eu vi da flor o vaso que partiste;
Os véus de que se cobrem o que é triste
Escuros mantos são do que não cansa.

Noutro cenário eu te diria bela
Cansada, eu sei, por este tenso fardo
Mas abres para mim tua janela,

E eu fico como louco, deslumbrado
Ao ver como se sopra inflada vela
Nas lavras deste leito imaculado!


Francisco Settineri