domingo, 7 de abril de 2013

Abstrações Abstrusas



As glivantes petrais toam parafastas
Por implúridos desvãos tredagolados,
Quiolos rústicos zunem por todos lados
Dromeiras infantes tornadas infaustas.

Ao tremisolar arrebóis, as gofastas
No dominó guarfiliante dos guisados
Golam pútridas, inermes, aos dosados
Zelos utópicos das vias nefastas!

Pedras de retrás, as molas poliandras
Avocam para si as tmeses de antanho
Enquanto as ventosas ganham novas tandras!

Zulcam nítidos os trons do vertiganho:
Pois se rulfam incontestes as calandras,
Sede de dizer maior que o meu tamanho!


Francisco Settineri.

Nenhum comentário: