sábado, 4 de maio de 2013

onça-pintada



quatro é tamanho de gato
espera escondida no mato

eu caço o cateto e me farto
na treva espinhosa eu me trato

quatro é tamanho de gato
é olho escondido no mato

quatro é tamanho de gato
a fome escondida no prato

o vulto que escorre no mato
reclama no anonimato

quatro é tamanho de gato
a vida desliza o contrato

quatro é tamanho de mato
o fausto escondido do gato

os pés do poema, o distrato
a forma faz gato e sapato

quatro é tamanho de mato
o enlevo embutido no tato

quatro é tamanho de gato
desfaço o dilema ou me mato


Francisco Settineri.

Nenhum comentário: