segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

VEXAME



Os teus bastos cabelos, bela morena
Trazem consigo a saudade e o violão
E castigo na cantiga já sem pena!
Tempestade que é mais do que atração...

E, no entanto, tu aparentas paz serena
Que se estende à partitura da canção;
À menina meiga, uma flauta de avena
A soar entre as batidas, coração!

Ah! Acariciar-te o pêssego da pele
E gritar que não há outro que te ame
Na doçura que reserva-me o teu mel...

Eu farei o que só faz o olhar imbele
E virei, cavalo baio o meu corcel,
Na loucura de um clamor que te reclame!


Francisco Settineri.

Nenhum comentário: