terça-feira, 25 de março de 2014

Um Resto



Às vezes penso que perdi de tudo,
Mas tou sereno e hoje tanto faz.
Mesmo a saudade que diz que aqui jaz
Não faz senão assim me deixar mudo.

Pois eu julguei que tudo foi, contudo
Eu não pensei no que a memória traz,
Tanta emoção que um dia me deu paz,
Navega a lira neste tom agudo.

De tantos nós urdido o fio da trama,
Por mais ter sido enfim paciente,
Não me desfaço, embora tenha calma

Da confusão que hoje cega a mente:
Neblina espessa em notório drama,
Mas resta um brio do que me fez contente!

Francisco Settineri.

Nenhum comentário: