sexta-feira, 18 de abril de 2014

Menina dos olhos



Eu gosto desse jeito com que miras
E tornas para mim tuas pupilas
E eu sinto o etéreo cheiro a camomila
E acordo uma adormecida lira!

Teu peito já transborda nos encantos
De ser a musa amada do poeta,
O orgulho a esconder e ser discreta
Enquanto eu te elogio nos meus cantos!

Nasceste para me deixar guloso
Da flor da tua pele envolta em seda,
Andar de braços dados na alameda
E ensaiar ao povo um ar ditoso...

Eu teço essas quadras com alecrim,
Vacilo antes do pacto impetuoso.
Saber que te encontrar foi primoroso
Ao leito, vou tratar-te com jasmim!

Arroubos de um dia já distante
Eu sinto o teu peitinho acelerado
Não temas, eu não sou um celerado
És ouro, e o engaste é de diamante...



Francisco Settineri.

Nenhum comentário: