quinta-feira, 10 de abril de 2014

Núpcias



São tão diferentes, querem coisas díspares
Eles e elas jamais se complementam...
Desse modo é a natureza que acalentam
Imperfeições que fizeram coisas pares.

Pois se tu, com calma, casais reparares
Vais notar que diferenças já se inventam
Nessas línguas tão estranhas que se falam
Tantas coisas que se abraçam, céus, amores!

Falas com a distância que separam mares
Dicionários loucos com folhas que faltam
Códigos com notas que apenas se cantam
Basta um toque à pele para te abalares!

E no estremecimento desses cantares
Junta-se a saudade daqueles que amam
Que a cada momento enfim tanto reclamam
Possuir um leito ao fundo dos seus lares!



Francisco Settineri.

Nenhum comentário: