segunda-feira, 9 de junho de 2014

Solidão




A lua é lua triste, a lua é morta
Janela do olhar, amarga sina
dos gases que se escondem na retorta
Tem brilho em seu olhar essa menina
E o medo que se esconde atrás da porta...

Francisco Settineri.

Nenhum comentário: