quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

madrugadas





eu crio silêncios
como quem cria noites.
escuro. solidão.
esquecimentos.



Francisco Settineri.

Nenhum comentário: