sábado, 23 de julho de 2016

Barricadas



 

Vejam, vejam o que lhes restou do Norte
Pois sua luta foi somente virtual,
Escaparam de se expor ao braço forte.

Luta e barricadas sejam nosso forte!
Destemida seja a luta corporal,
Vejam, vejam o que lhes restou do Norte.

Quem quer ter um futuro não teme a morte
Os que temem escapar de um funeral
Escaparam de se expor ao braço forte.

Quem espera em sua casa a boa sorte
Sofre o medo mais do que tradicional,
Vejam, vejam o que lhes restou do Norte.

O momento é perigoso e de tal porte
Que os que fogem da luta descomunal
Escaparam de se expor ao braço forte.

Camaradas, esta luta é a de morte
Para as ruas, enfrentar o bestial,
Vejam, vejam o que lhes restou do Norte,
Escaparam de se expor ao braço forte!
 .

Francisco Settineri.

Nenhum comentário: