sexta-feira, 22 de julho de 2016

Penumbra




Eu tenho o raro dom da letra, essa façanha
E assim cantar os belos fados, poder tê-los
Poeta sempre fui e a noite me acompanha
E olho firme pros teus olhos com desvelos.
Escrevo um verso que me vem lá das entranhas,
Delícia de correr as mãos por teus cabelos
 .

Frncisco Settineri.

Nenhum comentário: