segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Ardente



                                                        

Cada vez mais me fascinas,
Em pura encarnação concentrada.


Intensa e borbulhante, espumas na madrugada.
Tensa e caliente. Impiedosa e determinada.


Cheia de rosas em botão, prontas a irromper:
Explosivo e estopim, letra e espoleta.


Envolvente, como a noite dos solitários.
Adoração nua, como nasceu,


Despudorada desde o começo.
Envolta em ânsias, versos e pontos,


Enquadrada em estrofes de espera.
Submetida a tuas cláusulas.


Inevitável, como a morte e a fome,
E mansa, como os cordeiros.



Francisco Settineri.

Um comentário:

Reflexo em Coisas de Mulher disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.