segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Bichanos



Ronronas ao meu carinho diário
E não sabes porque tanta meiguice.
Gatos são sempre curiosos, Alice,
E o dizem de modo multifário.

Por isso as rondas em voltas do aquário
Ou bolinhas de lã, em maluquices,
Mas nunca vi em ti uma tolice
São curiosos, mas nunca são otários!

Assim que foi tua vinda, devagar
Sempre com a voz doce, nunca mandona
Que fez o velho mel se derramar

Pra alguém que o coração nunca abandona
E brota à meia-noite em seu altar,
A minha Dama em flor de mim se adona!


Francisco Settineri.

Nenhum comentário: