domingo, 30 de outubro de 2011

Beija-Flor



Bela flor, mais desejada
Pelos ramos, em adejo
És Rainha, se te vejo
Entre almas, lisonjeada.

Tão airosa, invejada
Já nas pétalas, lampejo,
Vai num salmo de festejo,
Por amor, tão descuidada,

Juntar rimas de alegria!
E o veloz pássaro andejo
Como em jatos proferia

As lambidas de voejo:
Asas lépidas batia,
Era néctar, bico e beijo.


Francisco Settineri.

3 comentários:

poemasemfoco disse...

Muito doce seu poema, meu caro. Gostei!

Joaquim Gomes disse...

Belissimo poema!... O beija-flor merece!... a sua apologia!... abraços!... Joaquim Gomes

Reflexo d'Alma disse...

Bravissimo Poeta lindo
e abençoado com versos pleno
em amor.

"Juntar rimas de alegria!
E o veloz pássaro andejo
Jatos de amor proferia"

Todos os sonhos e delírios pra ti,
são desejos da madrinha
viu?